quinta-feira, 17 de maio de 2018

Outros mundos, outros eus







Insiro neste  mundo a fantasia
Retiro deste mundo toda sensação de analgesia
Busco através  de palavras e impressões
Tons e matizes de amores e alegrias
     

 um sentido em meu eu tão difuso
Que fazem parte do contexto
Vertentes de um mundo confuso
Nas frestas por onde eu vejo 
           

Mundos  diversos, mundos paralelos
Na imersão poética  de pobres versos       
Criam -se  então  as rimas em franco duelo
Formando outro mundo dentro do meu universo.           
 
               

Nenhum comentário: