sexta-feira, 18 de maio de 2018

Complicado amor






Entre tantas idas e vindas

Nosso amor permanece vivo

Permeia toda a ausência sentida

Um sentir vibrante e cativo


Povoam nosso intenso querer

Ondas de desejo em desafio

Fluindo como águas de um rio

Que nem o tempo faz retroceder

Você diz que me ama, saí e vira fumaça

Não quero mais te ver, digo de pirraça!

Sentimentos destoam da palavra falada



Somos elos de uma estranha corrente

Afetivos e carentes, distantes e presentes.

Opostos e semelhanças de forma complicada







Nenhum comentário: