segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Sedução













Roupa  provocante
Perfume  marcante
Salto, maquiagem
 E um olhar  insinuante

Quando você chega
Provoco com malícias
Começo a te aliciar
Com beijos e carícias

Logo você me pega
Nossos corpos desejando
Com beijos sufocantes
Vamos nos desnudando

Cada toque, cada contato
Só faz aumentar a atração
Sinto você  ofegante durante o ato
O que aumenta a excitação

Suas mãos  procuram
Meu sexo úmido e quente
Sinto você colado a mim
Em movimentos intermitentes

À penumbra do ambiente
Os corpos em movimentação
Num momento ardente
Vão se entregando a emoção

A noite, os sons, o sussurros
Fazem  o desejo aumentar
Bocas se procuram no escuro
Sem pressa de ao gozo chegar

Quando o ápice alcançamos
Quedamos de olhos fechados
Sentimos a prazerosa sensação
De mais uma noite de sedução.







2 comentários:

Alberto Valença Lima disse...

Isso não é uma sedução. É um idílio. Adorei! Parabéns.

Visite também o blog Verdades de um Ser.

Lilian Fatima disse...

Oi Alberto

Este poema é uma dos primeiros lá do Rl,e aqui acabei postando agora.
Agradeço seu carinho