segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Epitáfio - Poema em Gazel






Aqui a vida que se perfaz
Não tem como voltar atrás


Tudo pelo qual passamos

Nos torna seres especiais


Deixei minha marca na história

Vivi o amor de forma contumaz 


Uma infância de  alegrias

Tudo pueril e muito fugaz


Na adolescência tormentosa

Inconstante e muito mordaz


Só na maturidade pude entender

A vida cobra  de maneira tenaz


Enfrentei diversos desafios

Mesmo não me achando capaz


Persisti e trilhei meu caminho

Apesar de sentir que sofria demais


Entendi que a vida é aprendizado

A gente recebe o que aqui se faz


A velhice então me encontrou

Trouxe a sabedoria num tom lilás


Não carrego mágoas comigo

As culpas  deixei para trás


Resumo aqui minha jornada

Onde atuei de forma vivaz


Minh'alma agora está liberta

Deste corpo que aqui jaz

Nenhum comentário: